Publicado por: Mariana Lopes 13 de Fevereiro de 2013
Entrevista de Emma para o Corriere

Emma deu uma entrevista ao jornal italiano Corriere Della Sera onde fala sobre The Perks Of Being A Wallflower, The Bling Ring e mais, vejam abaixo:

Um filme que enfrenta a passagem de alguns adolescentes para a maturidade…
“O script  logo depois de Harry Potter. É baseado num romance de Stephen Chbosky amado por mim. Os comentários foram lisonjeiro após a apresentação no Festival de Cinema de Toronto. Uma bela história de crianças a aprender realmente a andar no mundo. ”

Como é que se vive com uma carreira, sem dúvida, marcada pela personagem de Hermione?
“Bem, apesar de eu sempre odiar deixar os estudos para o trabalho. Eu tenho duas paixões: livros e filmes. Moda é apenas um entretenimento “. 

A tua galeria de retratos da juventude continua. Satisfeita?
“Foi um grande sucesso interpretar em The Perks Of Being A Wallflower a carismática Sam com seu irmão Patrick  que levam sob uma espécie de asa o tímido, inseguro, vulnerável Charlie … Chbosky também queria ser o diretor. Nada foi traído nas páginas que li e reli, que assim e nunca superficialmente nos falaram dos problemas de família dos jovens, da sociedade, do sexo e do significado da amizade. “

Filha de pais separados, nascida em Paris, cresceu em Londres. Como foi aguentar os eventos da família?
“Crescer é difícil e a empresa paga às crianças mais frequentemente perguntas sem respostas. Mas tu cresces através da separação dos teus pais, madura com os amigos. O filme ajudou-me, eu sempre dei e nunca tirei. Eu não suporto, no entanto, a obsessão com a fama. ”

É o tema do filme de Sofia Coppola …
“Eu amo a Sofia, para mim é uma mulher incrível. A história do filme é verdadeira, conta a história de jovens que roubavam as casas das estrelas de Hollywood. Um filme realmente atual, duro, cru, que nos diz algo. Vítimas de tantas coisas. Incluindo a Internet. ”

Em vez disso, “The Perks Of Being A Wallflower” é passado na década de 90, quando a internet não era uma mania …
“Mesmo isso foi estimulante para além do facto de que no filme há feiticeiros e truques semelhantes. Chbosky escreveu o livro, enquanto ele estava na faculdade, em seguida, assumiu o controlo na mão dando uma jóia. Não, eu não gosto da Internet, eu só tenho um site meu oficial para comunicar o que eu faço, as minhas aspirações no trabalho, as minhas leituras contínuas. Sofia pelo contrário fala muito sobre este tema, foi também uma grande experiência filmar em Los Angeles. Uma cidade surreal onde os jovens querem ter tudo e muitos estão dispostos a fazer qualquer coisa para atingir o objetivo. ”

Porque que é que dizes que o filme do livro de Chbosky é o seu orgulho?
“Porque eu realmente compreendo a paixão pelo meu trabalho. Eu sabia tudo sobre Harry Potter, mas a vida após a Hermione parecia-me incerta, cheia de dúvidas. Chbosky fez-me amadurecer, The Perko é a desorientação de muitas jovens por todo o mundo. ”

Como és nos EUA?
“Estou a estudar este grande país, e eu gosto que me assuste. Eu poderia dizer, brincadeira aparte, eu vejo Girls e eu gosto de agir com a brilhante Lena Dunham. Mas de resto sou europeia. “

categorias: Emma, Revistas
0 comentários

Deixar uma resposta